Caso ocorreu com adolescentes do Acre, após vacina contra o HPV
Estudo realizado por equipe do Programa de Neuropsiquiatria e Unidade de Videoeletroencefalografia do Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas da FMUSP, coordenado pelos psiquiatras Renato Marchetti e José Gallucci-Neto, acaba de ganhar publicação na edição de agosto/2020 do Jornal Vaccine, periódico de ciência da mais alta qualidade em todas as disciplinas relevantes para o campo da vacinologia. 

 
Trata-se de trabalho que investigou, em 2019, casos de adolescentes encaminhadas ao IPq pelo Ministério da Saúde e Secretaria da Saúde de Rio Branco/Acre, que apresentavam crises convulsivas sem um diagnóstico conclusivo, surgidas após vacinação contra o HPV (papilomavírus). A equipe do IPq investigou qual seria a natureza dessas convulsões. Dos 12 pacientes selecionados, 10 tiveram diagnóstico positivo para crise não epiléptica psicogênica – CNEP (doença funcional do sistema nervoso, associada a intenso estresse psicológico/emocional) e 2 receberam o diagnóstico de epilepsia generalizada idiopática. Nenhuma associação biológica foi encontrada entre a vacina do HPV e os problemas clínicos apresentados pelos pacientes.   Esse estudo é uma sólida contribuição para combater as falsas ideias sobre os efeitos e eficácia das vacinas, evidenciando a importância da vacinação. 
O artigo completo poderá se conferido AQUI