A Divisão de Neurocirurgia Funcional (DNF), em interface com a Psiquiatria, conta com moderno centro cirúrgico, com equipamentos de última geração, como a exclusiva ressonância intraoperatória; dispõe ainda de Unidade de Terapia Intensiva, Unidade de Internação e ambulatórios especializados.

Atua no tratamento cirúrgico de: dor, movimentos anormais, anormalidades do comportamento, epilepsia, espasticidade, neuro-oncologia, anormalidades da coluna vertebral, lesões da glândula hipófise, neurotraumatologia, radiocirurgia, braquiterapia e cirurgia estereotáctica e funcional.

Foto: Evandro Monteiro

Foto: Evandro Monteiro
Foto: Evandro Monteiro

Procedimentos diagnósticos em neurocirurgia funcional

Biópsia neurocirúrgica por craniotomia
Realizado em situações específicas, nas quais o diagnóstico anatomopatológico é primordial e quando não foi possível o diagnóstico por biópsia estereotáxica. Requer anestesia geral.
Coordenação: Dr. Hector Navarro Cabrera e Dr. Wellingson Paiva.

Biópsia neurocirúrgica por estereotaxia
Procedimento minimamente invasivo, realizado geralmente sob anestesia local, para o diagnóstico de diferentes lesões cerebrais. Através dele se obtém fragmentos para diagnóstico anatomopatológico.
Coordenação: Dr. Kleber Duarte, Dr. Guilherme Lepski e Dr. Fábio Godinho.

Diagnóstico de doenças hipotálamo-hipofisárias
Avaliação completa das funções hipotálamo-hipofisárias, clínica e laboratorial, para investigação e diagnóstico de vários distúrbios localizados nesta área, tais como distúrbios de crescimento e tumores de hipófise.
Coordenação: Dra. Nina Mussolino e Dr. Malebranche da Cunha Neto.

Diagnóstico de dores crônicas e incapacitantes
Avaliação clínica e por exames de síndromes dolorosas das mais variadas etiologias (dor oncológica, fibromialgia, dores crônicas em geral).
Coordenação: Dr. Kleber Duarte, Dr. Fabio Godinho, Dr. Guilherme Lepski e Prof. Manoel Jacobsen Teixeira.

Diagnóstico de movimentos anormais
Avaliação clínica e laboratorial de doenças neurológicas ou não, que tenham como manifestação movimentos anormais (tremores, abalos, movimentos crônicos e outros). Voltada a patologias como: Parkinson, Gilles de La Tourette, torcicolo espasmódico.
Coordenação: Dr. Rubens Cury.

Monitoração eletrofisiológica transoperatória
Destinada a pacientes com lesões em áreas funcionais do cérebro ou perto das mesmas e pacientes submetidos a tratamento cirúrgico funcional por estimulação ou ablação, trata-se de uma avaliação contínua da atividade elétrica cerebral, propiciando maior segurança nos procedimentos.
Coordenação: Dra. Jessie M. Navarro.

Procedimentos terapêuticos em neurocirurgia funcional

Cirurgia com auxílio de ressonância magnética intraoperatória
Uso de ressonância magnética em cirurgias de lesões neurológicas profundas, localizadas em área funcional nobre, permitindo maior grau de ressecção e ao mesmo tempo menor grau de manipulação, sem lesão de tecido sadio.
Coordenação: Prof. Dr. Manoel Jacobsen Teixeira e Dr. Gilberto Ochman.

Cirurgia das lesões hipofisárias
Tratamento cirúrgico de lesões hipofisárias tumorais, inflamatórias e de outras etiologias.
Coordenação: Dr. Valter Cescato e Dr. Gilberto Ochman.

Cirurgia dos nervos periféricos
Tratamento cirúrgico das doenças, inclusive traumáticas, que acometem os nervos, plexo braquial, plexo lombar (sistema nervoso periférico).
Coordenação: Dr. Mario Siqueira e Dr. Roberto Martins.

Cirurgias dos tumores cerebrais
Tratamento cirúrgico dos tumores cerebrais primários ou metastáticos, de localização superficial ou profunda, com recursos de ultima geração que incluem: cirurgias com auxílio de aparelho de neuronavegação; cirurgias com registro eletrofisiológico intraoperatório e cirurgias em áreas eloquentes do cérebro, com o paciente acordado.
Coordenação: Dr. Hector N. Cabrera, Dr. Kleber Duarte, Dr. Guilherme Lepski e Dr. Clemar Nogueira.

Cirurgia endoscópica (neuroendoscópica)
Tratamento, por via endoscópica, de lesões intraventriculares ou cisternais acessíveis por esta técnica.
Coordenação: Dr. Fernando Gomes Pinto.

Cirurgia esterotáxica
Técnica que usa coordenadas para marcar alvos com extrema precisão, tanto para fim localizatório quanto para estimulação ou ablação do alvo. Destina-se ao tratamento de lesões profundas, de difícil localização, ou aquelas que, por razões funcionais, exijam estimulação ou ablação no local.
Coordenação: Prof. Dr. Manoel Jacobsen Teixeira, Dr. Kleber Duarte, Dr. Fabio Godinho e Dr. Guilherme Lepski.

Implante de bombas para infusão de medicamentos
Procedimento por meio do qual é implantada uma bomba de infusão de medicamentos programada, para o tratamento da dor crônica e espasticidade acentuada. Coordenação: Dr. Kleber Duarte, Dr. Bernardo Mônaco, Dr. Guilherme Lepski, Dr. Fabio Godinho e Prof. Manoel Jacobsen Teixeira.

Implante de eletrodos para estimulação elétrica cerebral e medular
Tratamento com estimulação cerebral sem lesão adicional, para pacientes com doença de Parkinson, distonias e tremores refratários.
Coordenação: Dr. Kleber Duarte, Dr. Guilherme Lepski e Prof. Manoel Jacobsen Teixeira.

Procedimentos neurocirúrgicos funcionais ablativos
Neurotomias, rizotomias, descompressões neurovasculares, cordotomias, mielotomias, mesencefalotomias, talamotomias e cirurgias psiquiátricas, para pacientes portadores de várias doenças neurológicas e sistêmicas.
Coordenação: Prof. Dr Manoel Jacobsen Teixeira, Dr. Kleber Duarte, Dr. Guilherme Lepski e Dr. Fabio Godinho.

Tratamento cirúrgico da dor crônica
Opção cirúrgica para pacientes em que o tratamento clínico e terapias auxiliares não resolveram o problema da dor crônica.
Coordenação: Prof. Dr Manoel Jacobsen Teixeira, Dr. Kleber Duarte, Dr. Guilherme Lepski e Dr. Fabio Godinho.

Tratamento cirúrgico da epilepsia
Destinado uma parcela de pacientes portadores de epilepsia que, por alguma razão, não podem ser adequadamente controlados com medicação.
Coordenação: Dr. Juan Antonio Castro, Dr. Wen Hung Tzu e Dr. Antonio Nogueira.

Tratamento cirúrgico dos movimentos anormais e Parkinson
Trata-se da opção cirúrgica para alguns tipos de tremores (movimentos anormais) e doença de Parkinson.
Coordenação: Prof. Dr Manoel Jacobsen Teixeira, Dr. Kleber Duarte, Dr. Guilherme Lepski, Dr. Bernardo Mônaco e Dr. Fabio Godinho.

Tratamento clínico das doenças hipofisárias
Tratamento medicamentoso, não cirúrgico, em muitos casos de doenças do eixo hipotálamo-hipofisário.
Coordenação: Dr. Malebranche Cunha Neto e Dra. Nina Musolino.