Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

 

Demandas psicológicas dos profissionais de Saúde na fase inicial da pandemia COVID-19

Palavras-chave: COVID-19; Saúde mental; Pandemia; Psicoeducação; Impacto psicológico.

A pesquisa foi realizada no Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP, no período de maio a dezembro de 2020 e abordou a questão do impacto da pandemia nos profissionais da saúde que não estavam na linha de frente. Mostrando que a condição do que a literatura fala de traumatização indireta traumatização vicária (Vicarious traumatization), que tem sido usada para descrever reações emocionais negativas.

O objetivo deste artigo é relatar as ações utilizadas diante das demandas psicológicas dos profissionais de um hospital, que não estavam na linha de frente de COVID-19. Coletamos suas informações sociodemográficas e verificamos o impacto psicológico usando uma escala de depressão, ansiedade e estresse (DASS-21), que foi seguida por um programa psicoeducacional (tópicos relacionados ao controle da COVID-19 e prevenção), e atendimento psicológico individual para os casos mais graves.

118 profissionais (entre equipes clínicas, administrativo e serviços gerais) participaram deste estudo com idades entre 20 e 67 anos. Ansiedade leve a moderada foi observada em 36,5% das equipes clínicas, 83,3% do administrativo e 65,7% nos trabalhadores de serviços gerais, enquanto sintomas de estresse foram observados em 80,2%, 83,3% e 59,9%, respectivamente. Os sintomas depressivos (35,3%) foram mais frequentes em trabalhadores de serviços gerais. As equipes clínicas relataram os benefícios do atendimento psicológico primário, enquanto os demais profissionais demandavam mais serviços de apoio institucional relacionados à prevenção e uso de equipamento de proteção pessoal.

Este estudo destaca demandas psicológicas relevantes que repercutem na o dia a dia dos profissionais. O programa psicoeducacional foi considerado positivo quanto ao esclarecimento das ações de combate ao Covid. No entanto, não foi percebido como eficaz na redução do medo, que pode ser resultante de traumatização indireta e requer outras modalidades de intervenção.

Silva MCMVD, Ioschpe B, Diniz FS, de Oliveira GMR, Saffi F, Soares ARA, de Almeida Rocca CC, de Pádua Serafim A. Psychological demands of health professionals in the initial phase of the COVID-19 pandemic. Psicol Reflex Crit. 2022 Jan 4;35(1):2. doi: 10.1186/s41155-021-00204-w. PMID: 34982281.

Psychological demands of health professionals in the initial phase of the Covid-19 pandemic