Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Filter by Categories
Divulgação Científica
Lançamentos Livros
Notícias
Sem categoria

Dr. Erlei Sassi, do IPq, explica o Transtorno de Personalidade, em entrevista ao Portal Drauzio Varella.

TRANSTORNO DE PERSONALIDADE NARCISISTA: O QUE É E FORMAS DE TRATAMENTO

Entenda o que é o transtorno de personalidade narcisista, condição psiquiátrica que provoca comportamentos de grandiosidade e falta de empatia.

Equipe do Portal Drauzio Varella postou em Doenças e sintomas

peão de xadrez se olha no espelho e vê refletida a imagem da rainha. Transtorno de personalidade narcisista

Compartilhar

Publicado em: 21 de novembro de 2022

Revisado em: 21 de novembro de 2022

Entenda o que é o transtorno de personalidade narcisista, condição psiquiátrica que provoca comportamentos de grandiosidade e falta de empatia.

O transtorno de personalidade narcisista é uma condição psiquiátrica complexa, que provoca no indivíduo um padrão generalizado de grandiosidade (sentem-se superiores aos outros), necessidade de atenção constante e adulação, além de falta de empatia. Esses comportamentos costumam causar relacionamentos conturbados.

“Não se sabe o que causa o transtorno de personalidade narcisista. Ele é resultado de um conjunto de fatores genéticos e ambientais que moldam as características do indivíduo até a idade adulta”, destaca Antônio Geraldo da Silva, psiquiatra e presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

Sabe-se que é mais frequente em homens e também em pessoas que sofreram abusos na infância ou tiveram relacionamentos problemáticos com pais e familiares.

Principais sinais e sintomas do transtorno de personalidade narcisista

Os sinais e sintomas do transtorno de personalidade narcisista variam de acordo com a sua gravidade. Segundo o Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais (DSM-5) da Associação Americana de Psiquiatria, são eles:

  • Falta de empatia. Não conseguem ou não tentam reconhecer as necessidades e sentimentos alheios;
  • Grandiosidade. Exageram conquistas, buscam reconhecimentos mesmo sem merecerem e diminuem o outro constantemente;
  • Se acham especiais. Acreditam que são superiores e só podem se relacionar com pessoas igualmente “especiais”;
  • Exigem privilégios. Querem tratamento VIP em todos os lugares que frequentam;
  • São invejosos e acreditam que todos sentem inveja deles;
  • Não têm limites. Sonham com possibilidades ilimitadas de poder, sucesso e conquistas;
  • Querem aplausos. Buscam admiração constante e excessiva. Querem sempre elogios e reconhecimento, por exemplo;
  • Exploram os outros. Querem dedicação sem reciprocidade e mantêm relacionamentos que aumentam a sua autoestima;
  • São arrogantes. Monopolizam as conversas e ignoram quem consideram “inferiores”, são vaidosos e pretensiosos.

Tipos de narcisismo

Nem todo narcisista apresenta os mesmos comportamentos. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Nova York, há dois tipos de narcisismo: o grandioso e o vulnerável.

Os narcisistas grandiosos costumam ser extrovertidos, dominantes e arrogantes. Também têm autoestima elevada, são confiantes e geralmente são felizes.

Por outro lado, os vulneráveis são inseguros, tímidos e com baixa autoestima. Geralmente, são ansiosos, mais sensíveis às críticas e podem ter depressão.

De qualquer forma, ambos os tipos são pessoas egoístas, que se sentem especiais e buscam por adulação e admiração dos outros.

Diagnóstico do transtorno de personalidade narcisista

Mas será que é fácil reconhecer uma pessoa com o transtorno? Nem sempre.

“Esse padrão manifesta-se em duas ou mais das seguintes áreas: cognição, afetividade, funcionamento interpessoal e controle de impulsos. Provoca sofrimento e prejuízo na socialização, área profissional e em diversos âmbitos da vida. Geralmente, os sinais e sintomas ocorrem a partir da adolescência ou do início da fase adulta”, completa.

O diagnóstico costuma ser realizado pelo psiquiatra durante uma entrevista com o paciente (anamnese). O especialista verifica se a pessoa preenche pelo menos cinco dos critérios definidos acima pelo DSM-5.  Em geral, os comportamentos acontecem em diferentes contextos.

Os especialistas reforçam que, mesmo avaliando criteriosamente o indivíduo, é difícil mensurar a gravidade do quadro. Além disso, é bastante comum que o narcisismo seja confundido com outros transtornos de personalidade, como o borderlinebipolar, antissocial e de personalidade histriônica por causa das similaridades dos sintomas.

“No primeiro contato, o narcisista aparenta pouca diferença de uma pessoa comum. Mas, eles odeiam não receber atenção especial, em qualquer contexto. Na hospedagem de um hotel, na consulta médica, com os pares afetivos e nas reuniões de família querem ser o centro da atenção. Geralmente, não medem esforços para atingir seus objetivos, o que causa sofrimento para quem convive com eles”, explica Erlei Sassi, coordenador do Ambulatório Integrado de Transtornos de Personalidade e do Impulso do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (IPq – USP).

Formas de tratamento do transtorno de personalidade narcisista

“É comum que consultem um psiquiatra porque estão com depressão, com a sensação de vazio existencial, insônia, pensamentos ruminativos, solidão excessiva, raiva e também por conta do uso de álcool e dependência de outras substâncias”, afirma o dr. Sassi.

Após a confirmação do diagnóstico, os pacientes são encaminhados para a psicoterapia. A terapia cognitiva-comportamental e a psicodinâmica costumam ser mais eficazes nesses casos.

Algumas vezes, podem ser indicados medicamentos para as comorbidades, como ansiedade e depressão.

Complicações do transtorno de personalidade narcisista

Por não buscarem tratamento, é comum que as pessoas com transtorno de personalidade narcisista tenham problemas nos relacionamentos. Entre as complicações no dia a dia, estão:

  • Problemas no trabalho ou na escola;
  • Depressão e ansiedade;
  • Uso abusivo de drogas e/ou álcool;
  • Pensamentos ou comportamentos suicidas;
  • Isolamento social;
  • Relacionamentos instáveis e conturbados.

Sobre a autora: Samantha Cerquetani é jornalista com foco em saúde e ciência e colabora com o Portal Drauzio Varella. Escreve sobre medicina, nutrição e bem-estar.

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-de-personalidade-narcisista-o-que-e-e-formas-de-tratamento/